A importância da sucessão familiar no agronegócio (Parte I)

Comunicação de verdade
janeiro 25, 2018
A estratégia e o Agronegócio
agosto 25, 2021

A importância da sucessão familiar no agronegócio (Parte I)

O interesse pelos estudos sobre a empresa familiar rural cresceu em razão do grande número de envolvidos e também pelo desenvolvimento econômico de diversas regiões. Mesmo assim, poucas são as políticas públicas (IBGE, 2006) endereçadas às empresas familiares rurais, o que pode estar relacionado ao aumento do êxodo rural nos últimos anos, além da entrada de novas tecnologias, fazendo com que alguns empregos fossem extintos desse contexto social.

Outro aspecto que evidencia a importância da continuidade da empresa familiar rural é o aumento da expectativa de vida da população e, em consequência disso, o aumento populacional, o que demanda a existência de estratégias que garantam o aumento da produção mundial de alimentos. A tarefa de produzir alimentos é, de maneira muito especial, da empresa familiar rural, que gradativamente tem perdido força de trabalho. Essa perda tem relação direta com a redução do número de filhos, com o incremento de tecnologia e com o acesso à informação pelos jovens, o que torna o tema sucessão em empresas familiares rurais ainda mais relevante para a manutenção e desenvolvimento da agricultura familiar em âmbito mundial. Assim, vários autores buscam explicações para esse efeito migratório, no sentido de entender o comportamento dos pais e dos filhos, porém, de maneira isolada, sem relacioná-lo ao comportamento individual dos atores deste cenário.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *